Maslow na comunicação moderna

A Pirâmide de Maslow é, já faz algum tempo, um dos raciocínios mais elegantemente completos sobre a evolução das necessidades do ser humano. Seu resumo é: a primeira necessidade humana é fisiológica, seguida por necessidade de segurança, por necessidades sociais, de estima e de realização.

Faz sentido: se você estiver à beira de morrer de fome, dificilmente perderá tempo pensando em se manter bem vestido e asseado para ter uma maior “empatia social”, por assim dizer.

A maior elegância da pirâmide, no entanto, reside na possibilidade de adaptarmos ela a diversas situações diferentes. Um dos exemplos está abaixo, propondo uma releitura de Maslow sob a ótica da era da informação.

1958389_10205121159223246_5394407787469949426_n

Tecnologicamente, as necessidades fisiológicas são aqui metaforizadas como ter energia e wi-fi, elementos básicos para a comunicação moderna. A partir daí, cada um dos elementos comumente encontrados em nosso cotidiano, de redes sociais a tecnologias, vão assumindo papéis diferentes.

E por que isso é interessante? Porque nos permite uma releitura das próprias redes e do propósito delas em nossas vidas pessoais e profissionais.

Dá um sentido mais teórico para algo que já é tão consolidado na prática.

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s