A mente pode se auto-reparar?

Estresse, tédio, depressão: os efeitos desses sentimentos, todos fruto de um contexto em que problemas se fixam por tempos excessivos no nosso pensamento, são sempre dramáticos.

Já falei dos resultados disso em algum outro post: o cérebro se embota, chegando até a diminuir. Mas há alguma capacidade dele se reparar sozinho – da mesma forma que um músculo depois de um treinamento muito intenso? Aparentemente, há sim. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s