Os padrões nos nossos céus

Este post não é exatamente nada de muito disjuntivo. Para falar a verdade, ele beira a mais completa inutilidade, bem na linha da “cultura inútil”.

Veja o gif abaixo:

LaSorte_animated_Map_118species

O que tem nele? Um ano de migração de pássaros pelas américas. E por que, exatamente, isso é interessante? Porque mostra padrões claros, repetitivos e comuns a diversas diferentes espécies.

É onde cabe uma metáfora quase delicada de tão sutil: no fim das contas, todas as espécies acabam migrando padronizadamente em busca de conforto. Para pássaros, esse conforto realmente pode ser expressado em forma de temperaturas mais adequadas – mas, para outros seres, o propulsor pode ser a busca de riqueza, de tranquilidade, de alimento e assim por diante.

Se olharmos as revoadas de pássaros nos nossos céus, facilmente teremos a impressão de que apenas o caos determina os seus comportamentos. O mesmo acontece quando olhamos pessoas sempre apressadas cruzando as ruas das nossas grandes metrópoles.

No entanto, basta afastar um pouco os olhos e se debruçar por estatísticas e veremos que não há quem se comporte ou aja fora de padrões tediosamente estipulados.

E esse é um dos ingredientes mais importantes para a inovação: saber detectar esses padrões.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s