Quando o mercado aparece para salvar a natureza

Devastação, desmatamento, aquecimento global, extinção em massa de espécies. Por muito tempo, esses conceitos foram sinônimo de desenvolvimento econômico.

O resultado desse vínculo que se pensava indissolúvel: danos realmente severos causados ao planeta.

Só que eu não costumo achar que a humanidade será responsável pelo fim da vida na Terra. Nem somos tão inteligentes assim ao ponto de destruir um planeta que nos precedeu por bilhões de anos e nem somos tão burros de conscientemente aniquilar a nossa casa. O maior exemplo disso é o volume altíssimo que a temática de ecologia e sustentabilidade acabou gerando. Há produtos sustentáveis, processos produtivos sustentáveis, patrocínios corporativos de ações ecológicas e assim por diante.

O motivo não é (e nunca será) o puro altruísmo ecológico, claro: empresas investem em técnicas sustentáveis porque sabem que serão melhor recebidas por seus consumidores. Hoje, investir no meio ambiente interfere de maneira impressionante nos resultados financeiros, prova viva de que o próprio mercado que ajudou a devastar parte do planeta está agora impondo uma guinada a favor de Gaia.

Resta uma pergunta simples: há tempo?

Há, claro. E a prova viva está neste vídeo, com relatos ações incríveis feitas aqui no Brasil e que já mostram frutos tão impressionantes:

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s