O que explica a ascensão dos humanos?

Olhe para o mundo de hoje. 

Para o bem ou para o mal, é inegável que nós, humanos, somos a espécie dominante. E cabe aqui um superlativo: não somos levemente dominantes: somos os donos do planeta, capazes de gerar extinções em massa por puro capricho, de transformar o meio ambiente e até mesmo de explorar ambientes hostis à nossa própria sobrevivência – seja o fundo do oceano ou a Lua. 

Quando nos deparamos com essa realidade costumamos ignorar o nosso passado remoto. Como, exatamente, nos transformamos no que somos? Vale lembrar que nenhuma outra espécie nasce de maneira mais frágil do que a nossa: os bebês humanos são as criaturas mais dependentes de todo o reino animal e levam mais de uma década para somarem capacidades mínimas de sobrevivência. 

Sim, temos o nosso cérebro. Mas até que ponto – ou melhor, como ele nos ajudou ao longo dos últimos 70 mil anos? Se conseguirmos entender isso conseguiremos também detectar uma espécie de “big bang” da inovação humana, aquele momento único no tempo em que conseguimos entender que a sobrevivência estava intimamente ligada à capacidade de solucionar problemas. 

Há um livro que se debruça sobre esse assunto: Sapiens, de Yuval Noah Harari. E, já que não dá para abrir o livro inteiro aqui, dá para postar uma palestra incrível dada por ele. Confira abaixo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s