Entendendo o futuro da música a partir da matemática dos dados

Sabe qual é uma das maiores vantagens de nossos tempos? O fato de que tudo passa a ser registrado e, portanto, analisável. Com dados disponíveis a quem quiser e ferramentas surgindo a cada instante, observar o comportamento humano e entender o passado como maneira de prever o futuro deixa de ser tarefa de oráculo.

Um estudo da Polygraph, por exemplo, se baseou em teras e mais teras de dados do Spotify para entender o nosso comportamento musical. Coisas como os artistas que tendem a ser imortalizados, as músicas que realmente mais marcaram época ou os estilos que não passaram de modinhas aparecem ali, claros, com a inquestionabilidade que estatísticas costumam ter.

O estudo como um todo está disponível neste site aqui, infelizmente apenas em inglês. Recomendo que acesse: você encontrará diversos aplicativos interativos embedados onde poderá navegar pelo passado, pelo presente e, claro, pelo futuro da nossa música.

Nada como uma boa organização de caos para se conseguir perceber e mesmo criar as bases para se inovar.

Captura de Tela 2015-08-24 às 08.24.20

Captura de Tela 2015-08-24 às 08.24.54

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s