Situações limítrofes são, possivelmente, as mais importantes em toda a “história das coisas”. São nelas que conseguimos enxergar, simultaneamente, duas realidade: a que hoje existe e a que está por vir, qualquer que seja.

São elas que mostram um caos prestes a se instalar ou a se normalizar, acalmado por alguma inovação qualquer.

E limites, claro, não são resultado apenas de ações humanas. A própria natureza se encarrega deles, guiando a formação do mundo por intervalos cosmicamente calculados entre aniquilação e calmaria.

Observar o mundo é, por si só, a melhor maneira de entender como a inovação se comporta como força natural. Esse vídeo mostra isso perfeitamente bem:

 

No limite do caos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s