O mapa da Internet anônima

Manter-se anônimo, ao menos em algumas situações, é uma espécie de direito de qualquer cidadão. Normalmente, a Internet é encarada como o local mais público possível: tudo é rastreável, detectável e comprovado. Mas isso não é exatamente verdade: há como se manter um anonimato pleno navegando pela Internet, motivo pelo qual uma bela parcela do inferno trafega livremente pela rede (incluindo tráfico de drogas, contratação de matadores de aluguel, tráfico de armas, pedofilia etc.). 

Em grande parte, esse anonimato é garantido por uma ferramenta chamada Tor – um software gratuito e aberto que blinda o perfil de quem o estiver utilizando. É claro que não há como traçar uma linha tão direta entre o Tor e a escória da humanidade: muitos de seus usuários são pessoas normais, honestas, e que apenas querem proteger as suas identidades. 

Por outro lado, também não dá para contestar que muito do lixo virtual é maquiado pela ferramenta. 

Isto posto, de onde vem o inferno virtual? Quais são os países do mundo de onde saem a maior parte dos acessos canalizados pelo Tor? Um mapa interessante foi construído e pode ser visto abaixo. 

Curiosamente, apesar do tamanho da população, países como Estados Unidos e mesmo Brasil chegam a parecer, ao menos em comparação ao resto do globo, como representantes terrestres do paraíso. Itália e Israel, por outro lado, parecem mais perigosos que o mais assustador dos filmes de terror. 

A conclusão que se pode tirar do mapa? Nenhuma, claro. 

Mas não deixa de ser algo interessante 🙂

  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s