O mundo conectado é assim:

Olhe bem este mapa. Há duas informações importantes para entendê-lo:

  1. Os tamanhos dos países foram refeitos a partir da quantidade de cidadãos conectados (sendo que cada hexágono corresponde a 470 mil habitantes)
  2. Quanto mais escura a cor, maior a proporção da população que está conectada

Os dados nos quais ele se baseou foram de 2013 – nada muito antigo, portanto. E a conclusão é óbvia: se conectividade é, hoje, a principal ferramenta de aprendizado e “absorção de conhecimento”, então os países que aparecem maiores e mais escuros são os que devem despontar na liderança do desenvolvimento humano com maior velocidade, deixando os mais offline como ilhas atrasadas de ignorância anacrônica.

Ponto para a parcela norte do ocidente. E para pequenas grandes ilhas de desenvolvimento como Japão, Emirados Árabes e Austrália, para ficar em poucos exemplos restantes.

América do Sul, Ásia Central e África, infelizmente, parecem mesmo estar fadados à periferia global. 

Que pena.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s