Assim é a nossa mente?

É relativamente seguro afirmar que todos, de alguma forma, dedicamos boa parte do tempo na busca de algum tipo de paz. E paz aqui pode ser um conceito bem relativo: pode significar uma mudança para uma cidade grande ou pequena, a constituição de família, a estabilidade financeira ou qualquer coisa. A questão é que costumamos interpretar essa paz como uma espécie de quarto branco, limpíssimo, vazio e desprovido de qualquer forma de conturbação. 

A questão é: a paz interior é um ponto de chegada ou de largada? É um destino por si só ou um ambiente cuja “branquidão” seja perfeita para começarmos a desenhar os nossos sempre inquietos sonhos – o nosso caos interior tão fundamental à nossa própria humanidade? 

Pessoalmente, prefiro acreditar nesta segunda opção. E creio não estar sozinho a julgar por esta incrível instalação do artista japonês Yosuke Goda: ele desenhou a sua mente, por assim dizer, a partir justamente de um quarto imaculadamente branco. 

O resultado não poderia ser outro: a sua “mente pintada” ficou bem mais interessante do que o nada que a precedia. 

Viva o nosso caos!

                  


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s